Salário mínimo na Europa em 2020

O salário mínimo na europa varia de 311€ a 2142€ consoante o país.

Embora a Europa seja considerada a zona mais social e socialista, estamos já em 2020 e as discrepâncias de ordenados são enormes entre estados membros.

Muitos apontam a produtividade como a razão para esta grande diferença mas há mais razões para além da produtividade. Corrupção, infraestruturas e idade da população são alguns dos fatores que afetam os salários tanto mínimos como médios.

Salário mínimo em cada país da Europa

  • Alemanha – 1584€
  • Bélgica – 1593€
  • Bulgária – 312€
  • Croácia – 546€
  • Eslováquia – 580€
  • Eslovénia – 940€
  • Espanha – 1050€
  • Estónia – 584€
  • França – 1539€
  • Grécia – 758€
  • Hungria – 487€
  • Irlanda – 1656€
  • Letónia – 430€
  • Lituania – 607€
  • Luxemburgo – 2141€
  • Malta – 777€
  • Países Baixos – 1635€
  • Polónia – 610€
  • Portugal – 740€
  • Republica Checa – 574€
  • Roménia – 466€
  • Reino Unido – 1599€

Fonte: Pordata

salário mínimo europa

Curiosidade: Itália, Suécia e Finlandia não têm ordenado mínimo definido por lei!

O ordenado médio bruto em Portugal está de momento nos 1276€, muito abaixo do ordenado dos governantes e com taxas de impostos muito superiores á média Europeia o que se traduz num menor ganho real.

Salário real em Portugal

O salário médio líquido em Portugal ronda atualmente os 900€ mas o conceito de salário líquido é relativo uma vez que esses 900€ têm diferentes poderes de compra dependendo do país e até mesmo da cidade.

Por exemplo em Portugal o custo de vida na grande Lisboa é bastante diferente de por exemplo Braga.

E é preciso ter em conta que esta média é sobre população ativa. Se tivermos em conta a percentagem de desempregados este número cai para baixo dos 800€.

Não é à toa que Portugal seja dos países onde as famílias poupam menos. Não é que os Portugueses sejam mais gastadores. O ordenado é que dá pra menos!

E você consegue poupar? Deixe nos comentários qual a sua estratégia de poupança!