Brutus, o rottweiler com nova vida


Esta é somente a segunda intervenção cirúrgica no mundo deste género, com a colocação de quatro próteses a substituírem as patas que não lhe permitiam uma vida e caminhadas normais.

Brutus começou a caminhar em Setembro de 2014, após a implantação das próteses traseiras, com a colocação das dianteiras cerca de dois meses depois.

A habituação não é fácil para o animal, que se viu amputado de forma artesanal pelo seu criador por ter úlceras, friagens nas patas.

Vale o amor da sua dona adoptiva, Laura Aquilina, que o passeia e explica um pouco da situação. Naturalmente, como com os humanos, Brutus necessitará de fisioterapia para se habituar a estes estranhos elementos que tem nas patas, mas é um belíssimo cão que ganhou direito a uma nova vida através destas próteses.