Um regresso a casa inesperado


Dois bêbados estavam no bar há mais de três horas a embebedarem-se, até que um pergunta ao outro:
-Onde é que você mora?
-Eu moro aqui na rua do lado…
-A sério! Eu também… Mas nunca o vi por aqui…
-A minha casa é a da esquina…
-Bolas! A minha também é na esquina…
-A minha é aquela amarela…número treze.
-Espere lá! Mas essa é minha casa, porra!
-Não senhor! É muito minha!
Então resolveram solucionar este mistério e foram, os dois na direcção da tal casa:
-É aqui que eu moro!
-IMPOSSÍVEL! Quem mora aqui sou eu!
-Macacos me mordam! Se disse que moro aqui é porque moro!
-De maneira nenhuma! Está-me a chamar mentiroso?
-Estou sim, esta casa é minha!
-Não, é minha!
-Minha!
-É, minha!
E ficaram os dois naquela discussão até que a porta abriu-se e uma senhora aparece louca da vida, e diz:
-BONITO, não é! Pai e filho bêbados a discutir no portão!

Enviado pelo nosso leitor António Borges