Um pinheirinho feito refém


(Última atualização em: 19 Dezembro, 2014)

Jodie Slater é uma jovem galesa de 19 anos. Resolveu ir para a farra à noite, gastou o dinheiro todo e não tinha como pagar o táxi no regresso de madrugada.
http://ekstrabladet.dk/incoming/article5362580.ece/image_alternates/p900/45389819.jpg
Foto: Polfoto

O habitual, de acordo com o responsável da empresa de táxis, é ficarem os telemóveis com o taxista até que o dinheiro seja entregue, normalmente no tempo de entrar em casa, arranjar o dinheiro e levá-lo, mas não a adolescente não o quis e, enquanto entrou em casa para acordar a mãe, o motorista levou a árvore de natal como garantia de pagamento.

http://www.southwales-eveningpost.co.uk/images/localworld/ugc-images/276352/Article/images/25728084/9214357-large.jpg

A árvore, natural, ainda estava do lado de fora da casa, a secar e com a etiqueta de preço, 15 libras, o valor exacto da viagem.

A mãe apenas se apercebeu na manhã seguinte, quando se aprestava para decorar o pinheiro natalício. Ao princípio ficaram irritadas, frustradas, mas posteriormente viram a piada da situação quando se deslocaram ao centro de táxis para resgatar a preciosa árvore de natal, que tão carinhosamente escolheram!