A primeira vez que Maggie ouviu a voz do pai


Maggie tem 14 anos e nasceu com surdez, um ‘pequeno’ problema para esta criança milagre que, quando nasceu, sofreu duas paragens cardíacas, problemas nos rins e nos pulmões. Apesar de todas as adversidades, a Maggie sobreviveu, fortaleceu-se, ultrapassou tudo o que parecia impedi-la de viver, mas a surdez profunda acompanhou-a nestes anos de vida.

Maggie nasceu sem cócleas, a estrutura que permite a audição, o que impediu a cirurgia para um implante. Os avanços da ciência contudo ofereceram à família Gleason e a Maggie o que procuraram toda a vida, a oportunidade de ouvir. Não através do ouvido, mas numa operação directamente no cérebro.

Foram 11 anos de espera pelas investigações e aprovações nesta radical cirurgia, que acarreta riscos devido às zonas onde intervém. Ao invés de receber os impulsos no ouvido, Maggie acolhe-os directamente no cérebro.

Uma lutadora desde a nascença que continua a contrariar todas as estatísticas! Maggie é uma razão de orgulho para todos os médicos que de si cuidaram desde que veio ao mundo e para a sua família, que tudo faz para que esta adolescente consiga ter a vida que merece! Ainda há muito trabalho pela frente, mas esta menina é já uma inspiração!