Pais de aluna espancam professora por apreender o telemóvel da menina


Uma professora de matemática de 43 anos foi ontem espancada no Porto pelos pais de uma aluna de 12, depois de lhe ter apreendido o telemóvel. A miuda não é inocente na história, uma vez que disse aos pais que tinha sido agredida pela professora, mas ainda assim nada justifica esta atitude.
HPIM0999
Como é obvio esta situação gera medo por entre os professores. “Estamos preocupados com a nossa segurança, pela forma como os pais conseguiram entrar na escola sem que ninguém os impedisse”, disse um professor, que não quis ser identificado.

Dezenas de pais surgiram à hora do almoço obrigando a PSP a enviar quatro carros patrulha.

Pelas 13h a escola pedira ajuda à PSP. Uma docente de 43 anos tinha sido agredida durante a manhã. Tirara o telemóvel a uma aluna de 12 anos que o usava à socapa na aula de educação visual. No final, a aluna do 6.º ano exigiu o telemóvel de volta. A explicação da professora de que a regra era entregá-lo à direcção da escola não a satisfez. Tirou o telemóvel a um colega e ligou aos pais. Disse-lhes que tinha sido agredida pela professora. Foi o suficiente para os pais, que segundo relatos dos outros alunos são de etnia cigana, lá irem e baterem na professora.