MENINO tinha 1% de Hipótese de NASCER COM VIDA! Veja PORQUE, e como esta hoje!! :)


Andrea Hasse mãe de Grant, às 18 semanas de gravidez  fez um ultra-som de rotina que trouxe as piores noticias. O seu bebé (Grant) tinha apenas entre 1% a 3% de hipótese de sobreviver pois ia nascer com o sindrome Chaos, mesmo assim a sua mãe não desistiu dele. Quando a mãe voltou a fazer um novo ultra-som por volta das 27 semanas de gravidez, inesperadamente deu à luz Grant que pesava menos de 1,5 KG.

No dia do nascimento de Grant aconteceu o impossível, um verdadeiro milagre. Grant nasceu com os pulmões cheios de liquido, imediatamente os médicos tiveram que criar uma traqueia desde o seu pescoço à barriga da sua mãe. Foi um processo arriscado em que ambos podiam morrer, mas era a única solução para Grant sobreviver. Foi incrível, ter mãe e filho a ligados e a partilhar o mesmo ar que respirava mantendo o outro vivo.

Grant após várias cirurgias

Grant sobreviveu, após três dezenas de cirurgias, juntou-se ao grupo restrito de 50 pessoas em todo o mundo que sobrevivem após nascer na mesma condição e superaram todas as cirurgias. Infelizmente, Grant nunca iria falar, pois tinha nascido sem as cordas vocais.

Grant não tem dificuldades de aprendizagem

Após ter passado por tudo e mais alguma coisa, acontece novamente algo fantástico a Grant, graças aos médicos e de um procedimento inovador da universidade do Michigan, Grant pode falar e já diz certa de 20 palavras. É esperado que futuramente recupere a fala por completo, apesar da sua fala ser um pouco rouca a família não dá importância nenhuma.