Identidade do Homem da Máscara de Ferro revelada 350 anos depois!


(Última atualização em: 9 Maio, 2016)

Segundo um Professor Universitário de História, o filme “O Homem da Máscara de Ferro” interpretado por Leonardo DiCaprio em 1998, sobre um misterioso prisioneiro que usava uma máscara de ferro para ocultar o facto de ser o irmão gémeo do Rei francês Louis XIV, não poderia estar mais errado!

GL572876
Leonardo DiCaprio, brilhou em O Homem da Máscara de Ferro!

A história de fundo, foi objecto de debate e especulação durante cerca de 350 anos, mas finalmente a verdadeira identidade e história do homem da máscara de ferro é revelada.

O nome de Eustache Dauger já é conhecido há bastante tempo, mas pouco se sabe sobre o misterioso prisioneiro que se tornou uma lenda. Teorias sobre a sua verdadeira história do prisioneiro, ocupou a imaginação de vários iluminados como o filósofo francês Voltaire, o escritor francês Alexandre Dumas e vários escritores de guiões em Hollywood.

Muitas teorias apontam como sendo filho de Oliver Cromwell Henry, um duque de Beaufort, filho de Charles II, ou até mesmo como no filme de Leonardo DiCaprio em 1998 sendo irmão gémeo do rei Luís XIV.

GL579040
No O Homem da Máscara de Ferro, o misterioso prisioneiro é o gémeo do Rei Louis XIV

Mas agora, o Professor Universitário de História Paul Sonnino afirma ter descoberto a história de fundo, até então desconhecida de Dauger, revelando que ele era o criado pessoal do Tesoureiro do Cardeal Mazarin.
Mazarin na época era Ministro-Chefe da França e para além de muito rico, também era um Cardeal bastante corrupto. Dauger, como criado pessoal sabia demasiados segredos do Cardeal, levando à sua prisão em 1669.

Esteve detido em várias prisões, incluindo na Bastilha, até morrer em 1703. Nunca lhe foi permitido mostrar o rosto a visitantes, daí o nome.

O Professor Paul Sonnino publicou o livro “A procura pelo Homem da Máscara de Ferro: Uma histórica história de detective” e contou numa revista universitária: “Consegui determinar que Mazarin tinha arrancado parte da sua imensa fortuna do anterior Rei e da Rainha de Inglaterra. Dauger terá quebrado o sigilo e contou a história a algumas pessoas. Quando foi preso, foi informado que caso tivesse revelado a identidade de Mazarin, seria imediatamente morto.”

O Professor Sonnino acrescentou: “Os historiadores nunca conseguiram descobrir a verdadeira história, porque procuravam uma narrativa bastante clara, quando a realidade foi muito mais confusa!”.