“graças” a uma chupeta caída andam a roubar casas. Tenha muito cuidado com este novo truque

Não há dia em que a imprensa local ou nacional não fale de casos de fraude feitos contra contra os mais vulneráveis, especialmente os idosos. Sem vergonha, pessoas sem escrúpulos, não hesitam em roubar a boa fé de um idoso, aproveitando que talvez seja simplesmente indefeso para extorquir dinheiro dele. Só depois que o idoso percebeu que foi enganado, os pobrezinho sente a humilhação de ter sido roubado e vai levar algum tempo antes que esta pobre vítima recupere um pouco de serenidade. Temos ouvido falar de coisas do outro mundo nos últimos anos, o talento criativo destas pessoas sem escrúpulos realmente não tem limites, bem como a sua imaginação: quase sempre, na maioria dos casos, o roubo contra os idosos é feito jogando no fator emocional. Muitas vezes, os idosos são informados de que uma criança teve um acidente e tem necessidade imediata de dinheiro ou que estão em dificuldade.
fraude-chupeta-idosos
A pego de surpresa o idoso não pode deixar de pegar em casa a pensão, algum objeto de ouro e entregá-lo a estes ladrões disfarçados. Como dissemos, essas pessoas que agem sem consciência estão prontos á qualquer baixeza e parece que esteja de moda, nos últimos tempos, uma nova fraude contra os idosos, um novo modus operandi que deixa na vítima tanta amargura e somente a possibilidade de apresentar uma acusação na polícia com pouca esperança que estes sejam pegos e que sejam recuperados os bens roubados. Vamos ver como estes novos espertinhos operam. De acordo com as numerosas queixas e denúncias que chegam à sede da polícia, a nova fraude contra os idosos foi chamada de fraude da chupeta. Muitas acusações, de fato, chegam cada dia aos escritórios da polícia. Veja como acontece esta fraude:

Os malandros entram na casa do idoso

O modus operandi segue um padrão. Os ladrões são otimos em fazer cair “por acidente” uma chupeta (você entendeu bem a chupeta de borracha que damos aos nossos filhos pequenos para ajudá-los a dormir) na varanda da vítima e, em seguida, bate na porta para entrar na casa do idoso pedindo de recuperar a chupeta porque o bebê chora. Quem realiza este golpe são quase sempre mulheres, mais credíveis na sua qualidade de mães que fingem de buscar consolo para o seu recém-nascido. No caso, onde o roubo, infelizmente, seja bem sucedida, as mulheres (sempre em par) fazem assim: enquanto uma distrai o idoso na varanda procurando a chupeta e tentando de enganá-lo com conversa fiada e bajulação, a outra pessoa rapidamente entra no apartamento e procura com habilidade dinheiro e objetos de valor.

Aumentam as fraudes contra os idosos mas felizmente também as acusações

Pode levar muito tempo antes que o idoso perceba que foi roubado. Talvez isso acontece com a chegada de outro membro da família ou de um filho jovem, mas nesse caso os ladrões foram capazes de agir sem ser prturbados e de desaparecer sem rastro. Tudo o que resta é a acusação e, quando possível, já que muitos idosos tém medo ou vergonha de prosseguir com a denúncia. Nos últimos tempos já vimos de tudo, falando das fraudes contra os idosos, da graude da loteria até aquela da falsa doação, mas aquela da chupeta realmente supera todas essas pela sua fantasia. E infelizmente o número de vitimas poderia subir novamente.