Eis a explicação porque há bebés que nascem cabeludos e outros não!


Quem nunca ouviu uma mulher durante a gravidez comentar que está com azia, tratando-se de um incomodo comum nos últimos meses de gestação, e logo os palpites começam: O bebê nascerá cabeludo! Este mito antigo foi derrubado pela ciência há algum tempo. A azia é resultado dos hormónios presentes fortemente no organismo da mãe somados ao acumulo de gases. E nada tem a ver com a formação ou proliferação de cabelos no bebê que está na barriga.

O que realmente faz o bebê nascer cabeludo ou não é a genética herdada dos pais e avós. Normalmente os bebés com fios loiros nascem com menos cabelo ou nenhum, ao contrário dos bolivianos, por exemplo. A carga genética é quem vai comandar o nascimento e crescimento dos cabelos ainda no útero.

Muitos bebés nascem cabeludos e até com muito pelo em seu corpo que costumam cair logo nas primeiras semanas após o nascimento. Pelos e cabelos são para a proteção das áreas mais vulneráveis do organismo, como a cabeça. Apesar deles não serem necessários no útero, acabam nascendo e crescendo, muito ou pouco, sempre dependendo da herança que o pequeno recebeu.
[adinserter block=”8″]
Com a queda dos cabelos nos primeiros meses, alguns bebês podem ficar até o final do primeiro ano carecas, o que não atrapalha em nada seu desenvolvimento, apenas alterando a parte estética e deixando algumas mães aborrecidas por não poderem usar os enfeites sonhados. Há muitas opções de adornos para os bebês sem cabelos e para os cabeludos.

Muitas vezes ocorre uma mudança de coloração nos cabelos dos pequenos. Isso também é normal, pois a pigmentação do organismo ainda está devagar. Os fios também são muito mais finos que os cabelos de adultos ou crianças maiores. Mudanças ocorrerão com certeza e nem sempre serão do agrado dos pais. Novamente, a culpa será da genética.

Cuidar dos cabelos dos pequeninos ou apenas de suas cabecinhas não requer muito esforço. Utilizar champô neutro para não irritar a pele e os olhos é sempre o recomendado. Não é necessário o uso de condicionadores porque os cabelos deles são bem diferentes dos adultos. Ao lavar, os movimentos devem ser suaves e firmes. Cabelos mais compridos e crespos podem necessitar de um creme para pentear adequado para a idade.

Para o bebê que nasce com muito cabelo ou para o que nasce careca o que realmente importa é o carinho e cuidado que receberá de seus pais e familiares. As mudanças ocorrerão naturalmente e observar as tendências mais evidentes para o “lado” da mãe ou do pai é divertido. Poder curtir todos os momentos de crescimento dos filhos é indescritível.