Aprenda a identificar os sinais de uma depressão

(Última atualização em 28 Agosto, 2020)

Os sinais e sintomas de depressão podem não ser faceis de identificar.

Apesar de muita gente não dar importância e pensar que a depressão não é nada demais, a verdade é que a depressão é uma doença muito séria e pode trazer consequências muito graves. Isso porque a enfermidade emocional é silenciosa e, às vezes, nem mesmo quem sofre de depressão percebe isso durante um bom tempo.

Só para se ter a dimensão desse mal que assola o mundo, dados da Organização Mundial da Saúde (OMS) apontam que a depressão afeta mais de 350 milhões de pessoas em todo planeta. Desse total, a maioria é formada por mulheres. A estimativa é de que a cada 10 pessoas, pelo menos uma sofra com depressão.

Para auxiliar a identificar esse mal e fazer com que mais pessoas se recuperem desse transtorno mental, separamos abaixo alguns sintomas que ajudam a identificar a depressão.

Segundo médicos especialistas no assunto, se apresentar pelo menos 5 desses sintomas, especialmente o humor deprimido durante a maior parte do dia e por pelo menos duas vezes na semana, é possível que esteja a sofrer com depressão.

Lembrando que este teste não é um diagnóstico e sim um indicador de sintomas, logo, se apresenta a maioria desses sintomas, é bom ficar alerta e procurar um especialista.

1. Alteração de Humor

depressao_sintomas_2

Estar sempre deprimido, triste, desanimado ou simplesmente desinteressado com tudo, são sinais alarmantes caso persistirem durante semanas e se forem realidade durante a maior parte do dia. Normalmente, as pessoas que podem estar com depressão não conseguem ver o lado bom das coisas, mesmo quando algo grandioso acabou de acontecer com elas. Isso porque depressivos tendem a dar mais atenção ao aspecto ruim dos eventos. Auto-estima baixa e sentimento constante de incapacidade também podem ser sinais de que a depressão está por perto.

2. Desinteresse

Perder o interesse por coisas que antes costumavam ser prazerosas também pode ser um sinal de depressão. É preciso ficar atento a esse sintoma, que pode se manifestar nos âmbitos familiar, profissional, se*ual e até mesmo com atividades relacionadas com o lazer.

3. Problemas relacionados ao Sono

depressao_sintomas_3

Dormir demais ou de menos podem também ser sinais alarmantes. Isso porque é um sintoma comum da depressão problemas relacionados aos dois extremos do sono, como acordar no meio da noite e ter dificuldades de voltar a dormir ou sentir sonolência excessiva durante todo o tempo.

4. Alterações no Apetite

Da mesma forma que com relação ao sono, a perda ou o aumento do apetite podem ser sinais de depressão. Ainda não está claro para os especialistas do assunto porque isso acontece, mas, conforme estudos, se a alteração do apetite persistir por, no mínimo, duas semanas, as hipóteses da pessoa estar com depressão aumentam muito.

5. Ganho ou Perda de Peso

Como reflexo da mudança no apetite, a alteração do peso, tanto para mais quanto para menos, em um curto período, pode ser sinal de depressão.

6. Dificuldade de Concentração

depressao_sintomas_4

É possível enfrentar a falta de concentração por diversos motivos ao longo da vida, mas é fato que a depressão também tem esse efeito. A doença também afeta a capacidade de tomar decisões e de raciocinar claramente. A depressão, dessa forma, pode prejudicar bastante o trabalho e os estudos.

7. Cansaço constante

Energias reduzidas e cansaço frequente também podem ser sinais de depressão, especialmente se não estiverem relacionados a esforços físicos. Isso porque, para os depressivos, o simples ato de levantar de manhã e se vestir pode ser cansativo.

8. Pensamentos sobre Morte

Pensar constantemente sobre morte e, às vezes, chegar ao extremo de tentar suicídio são outros sintomas indicativos de depressão. Segundo especialistas, a motivação para a morte, no caso dos depressivos, pode mudar de acordo com cada paciente. Muitas pessoas, por exemplo, pensam no suicídio como uma forma de desistir diante de obstáculos tidos como impossíveis ou, simplesmente, como uma forma de interromper o estado emocional doloroso.