Deixaram filho morrer! :O


No EUA um casal foi acusado pela morte do filho, 6 anos de prisão é o que os espera. O filho recém-nascido do casal morreu na sequência de um parto em casa. Dale e Sahnnon Hickman decidiram que rezar e passar azeite no corpo do filho seria a melhor solução em vez de chamarem a emergência médica.
Ambos com 30 anos de idade, viram o bebé nascer dois meses antes da data prevista. O bebé teve complicações graves após o parto e durante as nove horas que se seguiram os pais acharam que rezar e passar azeite no corpo do filho iria resultar. Sabe-se que se tivessem levado a criança ao hospital, teria sobrevivido. Mas em vez de levar o filho ao hospital ou ligar para o 911, os pais – membros de uma seita que acredita na cura através da fé – limitaram-se a rezar e a esfregar o bebé com azeite acabando por deixá-lo morrer.

No ano de 2011 foram considerados culpados pela morte do filho, mas pensaram que ao recorrer ao supremo tribunal iriam ser absolvidos. A verdade é que tiveram azar e o supremo recusou o argumento do casal.

Um neo-natologista garante que se o bebé tivesse sido levado ao hospital teria sobrevivido, o casal alega que não.

Os seguidores desta seita religiosa têm um historial de rejeição de tratamentos médicos às suas crianças e limitam-se a rezar e a usar óleos.