Cristiano Ronaldo acusado de assediar uma menor,noticia do Correio da Manha e a resposta do CR7


No jornal Correio da Manha(CM) na sua edição de hoje, 30.9.2015, veio a noticia:

CR7 arrisca milhões por assédio a menor

Os pais de Meredith Mickelson, de 16 anos, ponderam pedir uma indemnização milionária a Cristiano Ronaldo, de 30, depois de o craque português ter, alegadamente, assediado a jovem modelo através das redes sociais.

img_757x426$2015_09_29_22_33_56_486314

 

Com o link para o site flash do CM onde eles revelam esta historia:

“Os pais de Meredith Mickelson, de 16 anos, ponderam pedir uma indemnização milionária a Cristiano Ronaldo, de 30, depois de o craque português ter, alegadamente, assediado a jovem modelo através das redes sociais.

Segundo o CM apurou, estes garantem ter em sua posse fotografias íntimas, que o jogador terá enviado para a jovem, e pretendem usar em tribunal essas imagens como prova do assédio. Além disso, depois de o caso ter sido tornado público, Meredith alega que perdeu trabalhos como modelo, o que pode avolumar o valor da indemnização.

Segundo o advogado André Ventura, os pais podem fazer várias acusações a CR7, entre as quais “danos na carreira e também o facto de a imagem da filha sair prejudicada, bem como o nome da família”. “A indemnização pode ser calculada consoante os danos causados e até pelo impacto mediático que o caso atingiu. No entanto, muitas vezes, nos EUA, consegue-se fazer uma negociação entre as partes antes de o caso ir a julgamento”, explica André Ventura.

Ronaldo arrisca ainda um processo criminal, pois a jovem é menor. A ser condenado, poderá ver o seu futuro profissional comprometido nos EUA.

O CM tentou contactar os pais da modelo norte-americana e a agência de CR7, Gestifute, sem sucesso.”

 

A jovem modelo, menor de 16 anos, posa na foto. cara.
A jovem modelo, menor de 16 anos, posa na foto. cara.

Revoltado esta foi a resposta no facebook do nosso Cristiano Ronaldo:

“O Correio da Manhã (CM) publicou na sua edição de hoje, 30.9.2015, com enorme destaque na primeira página, uma “notícia” sobre um suposto assédio de uma jovem norte-americana “através das redes sociais”.
Não tenho por hábito responder aos boatos e mentiras que sobre mim são publicados, nomeadamente nesse jornal.
Porém, neste caso, não posso deixar de denunciar a falsidade dos pretensos factos em que aquela “notícia” assenta e exprimir a minha indignação por mais uma vez o Correio da Manhã utilizar abusivamente o meu nome e a minha imagem, publicando um rumor sem qualquer fundamento, com base em boatos veiculados em websites sem qualquer credibilidade.
Resta-me comunicar que, mais uma vez, irei accionar contra o Correio da Manhã todos os meios de defesa e de reparação de prejuízos que a lei me faculta, sem excluir a via penal.
A falta de ética e critério jornalístico é lamentável em qualquer órgão de comunicação social mas ainda me entristece mais quando se verifica no meu país.”