Conheça o risco de ataque terrorista nos vários países


Há 7 países neste momento com o risco considerado máximo.
BBurECt
O nível de alerta terrorista em França mantém-se elevado – cinco numa escala de um a seis – há meses e com o recente ataque em Nice, não há sinal de que venha a descer. Aliás, logo após o atentado em Nice, o presidente Hollande prolongou por mais três meses o estado de emergência em vigor desde novembro e que acabaria esta semana.

França e Bélgica são os países da União Europeia com o potencial de ataque terrorista mais elevado, segundo o Risk Advisory Group, uma consultora independente de gestão de risco consultada pelo Independent.

Espanha, que tem sido alvo de várias ameaças do autoproclamado Estado islâmico, foi colocada no nível três enquanto Portugal está no nível dois.

Para a criação deste mapa (cujas cores mais escuras correspondem ao grau de ameaça mais elevado), a consultora definiu ‘terrorismo’ como um “ato ou ameaça de violência política, religiosa ou ideologicamente motivada”.

Cada nível é definido conforme a capacidade que grupos terroristas ou indivíduos ligados a estes grupos têm de atacar os vários países, mas também as suas intenções declaradas, ideologias, objetivos, estratégias e atividades passadas.

Têm ainda em conta os níveis de compromisso e a eventual magnitude, gravidade e iminência de uma ação hostil.

Líbia, Afeganistão, Síria, Iraque, Iémene, Somália, e Bangladesh são os países com o nível de alerta terrorista mais elevado (seis, o máximo).