Conheça o “LOBISOMEM” adolescente considerado um DEUS pelos vizinhos!


Hirsute Muhammad Raihan tem 13 anos, recusou tratamento médico para curar a sua rara condição, porque acha que ele é uma bênção de Deus. O menino é venerado como uma divindade hindu na sua aldeia na Indonésia por causa do seu físico extraordinariamente cabeludo.

Na verdade, o jovem estudante sofre de uma condição genética rara – Síndrome de Werewolf que faz com que as suas mãos, pernas, costas e estômago estejam cobertas de pêlos.

Muhammed enfrenta insultos de alguns colegas que o comparam ao Deus hindu macaco – Hanuman.

PAY-MAIN-Muhammad-Raihanjpeg

Mas o devoto muçulmano, que vive com a mãe viúva e mais quatro irmãos na vila de Mamburung no Norte de Kalimantan, na ilha de Bornéu, é imperturbável pelos insultos e considera-se uma criança especial de Deus.

Muhammed diz: “Não estou incomodado com tanta atenção, algumas pessoas riem de mim, outros vem ter comigo por uma bênção. Por vezes as pessoas vão a correr até minha casa, vem de aldeias longínquas apenas para ter um vislumbre de mim. Eles acham que sou um Deus ou que tenho poderes especiais, mas esta atenção é boa porque eu sei que sou diferente.”

PAY-Muhammad-Raihan

A mãe do menino chama-se Pardan, perdeu o marido agricultor Muslihah recentemente. Levou o menino a vários médicos, mas  parou de dar medicação ao menino após os médicos terem dito que o cabelo iria crescer mais e mais espesso com a idade.

Pardan tem 45 anos e disse: “Ele tinha mais cabelo no corpo do que o meu filho mais velho, mas não estava preocupada porque cada criança é diferente. No entanto, a minha preocupação aumentou quando o cabelo continuou a cresceu cada vez mais longo e mais grosso. O seu pai e eu estávamos preocupados com o crescimento excessivo de pêlos e levamos a vários médicos, mas ninguém poderia tratá-lo. Alguns ofereceram uma cirurgia a laser, mas estava além da nossa capacidade financeira, por isso não ficou sem efeito.”

PAY-Muhammad-Raihan (2)

Ela acrescenta: “Ele é um dom de Deus e acreditamos que sua aparência é a vontade de Alá. Ensino a nunca reclamar sobre a sua condição, mas sim aceitar com graça”.
E para Mohammed, que divide o quarto com seus irmãos, ele sente-se abençoado por ter uma aparência distinta e por pretende servir com o clérigo da mesquita em agradecimento.
Ele diz: “Sou abençoado por Deus e isso faz-me feliz. Sou o seu filho favorito e quero servi-lo toda a minha vida. Não quero qualquer tratamento médico porque sou feliz assim.”

https://youtu.be/Xz4XLFUpQX8