Bebé de 7 semanas morre no berço! O detalhe da sua morte era desconhecida por todos!


(Última atualização em: 22 Dezembro, 2016)

Todos sabemos o quão sensível são os recém-nascidos e, no que toca a isso, todos os pais procuram tratar os seus bebés com extrema segurança.

Visto que um bebé dorme sensivelmente 15 horas por dia, um dos lugares pelo qual eles passam a maior parte do seu tempo, é o seu berço. Por esta simples razão a sua caminha não pode ter defeito nenhum, garantindo a segurança do bebé a toda o momento.

A mãe da bebé, Esther Roseman era uma mãe preocupada e que fazia de tudo para proteger a sua pequena filha Grace do perigo.

Com o nascimento de Grace, Esther comprou um berço que permite que os bebês durmam ao lado da cama dos pais, sendo que uma das laterais do berço podia ser baixada e, de certa forma, anexar-se à cama dos pais.  Pois foi esse mesmo detalhe que matou Grace, a bebé de 7 semanas apenas!

No dia da tragédia, a recém-nascida Grace estava a dormir no seu novo berço em direção à cama dos pais, até que a mãe, passado uma hora e meia de a deitar, olhou para ela e a bebé já se encontrava morta.

Esther Roseman afirmou: “No dia 9 de abril, a nossa linda bebê Grace que tinha só 7 semanas, foi declarada morta. Ela conseguiu passar o pescoço sobre o topo da cobertura lateral do berço e morreu por asfixia”

Após os médicos terem determinado a causa da sua morte, Esther encontrava-se preocupada com as outras famílias, pois tinha medo que o mesmo pudesse acontecer a outros bebés que dormissem no mesmo modelo de berço que a Grace. Afirma a mãe “No começo eu senti um pouco de compaixão pelos fabricantes pois achei que eles estariam muito arrependidos e devastados. Infelizmente, eles não parecem acreditar que o modelo do berço foi a causa de morte de Grace”

Com esta tragédia, mais tarde este tipo de berços acabou por ser proibido nos Estados Unidos e no Canadá e a empresa fabricante modificou o projeto original do berço. Mesmo assim Esther permanecia preocupada pois os antigos modelos causadores da morte da sua filha ainda podiam ser vendidos em segunda mão, o que poderia causar uma morte inesperada novamente.


Seja qual for a situação, nunca se esqueça de consultar os manuais de segurança e instruções quando realizar uma compra!