A verdadeira maratonista


Se a maioria dos media deram conta dos vencedores da prestigiada Maratona de Paris, espalhando-se ainda por cada nação os melhores resultados de cada participante nacional, a verdade é que uma das, talvez a grande história da edição 2015 da prova da Cidade-Luz relaciona-se com esta senhora.
http://img.20mn.fr/5FYlGSdgT7e-_uKPfhGZww/648x415_gambienne-siabatou-sanneh-lors-marathon-paris-12-avril-2015.jpg
Foto: Thomas Samson/AFP

Da Gâmbia chegou a Paris Siabatou Sanneh, mãe de dois, que correu boa parte dos pouco mais de 42 km que compõem a maratona com um bidão à cabeça e uma forte mensagem, “Em África as mulheres percorrem todos os dias esta distância por água potável”, um alerta, muito mais do que chamada de atenção para as extremas dificuldades com que se debatem vários países africanos devido à escassez de água, algo ignorado, pouco abordado no Ocidente, continuando a ONU e as suas ‘sub-instituições’ aquém do que se aguardaria no que toca ao papel para o qual foram concebidas.

Esta acção associou-se ao dia em concreto, que celebrava o arranque do 7.º Forum Mundial da Água, sete edições sem soluções à vista. Existindo ainda o Marathon Walker, um projecto que visa angariar fundos através das corridas para financiar bombas de águas nas aldeias africanas.

A verdadeira maratonista em Paris foi mesmo Siabatou Sanneh!