Jovens descobriram nova forma de FICAREM BÊBADAS:mergulhar tampões em ALCÓOL e introduzem na…


(Última atualização em: 18 Janeiro, 2016)

Todos os adolescentes passam por uma fase em que querem  experimentar bebidas alcoólicas.

Como a maioria dos pais não tolera que os filhos bebam ou que cheguem a casa com hálito a alcóol…os jovens arranjaram uma alternativa !!!

Está a surgir uma nova moda  entre os jovens, principalmente entre as raparigas.

É uma forma de consumir bebidas alcoólicas muito perigosa e que os pais precisam de estar atentos!

As jovens mergulham tampões em bebidas fortes, como a vodka, e depois  introduzem-nos na vagina! Quando o álcool entra em contato com a mucosa da vagina, o liquido é transferido imediatamente para a corrente sanguínea, sem passar pelo estômago.

Elas acham que podem ficar bêbadas mais rápido e sem que ninguém perceba. Porém, é muito perigoso!

Tal método faz com que a pessoa não saiba exatamente quanto consumiu e pode levar a uma perda de controle muito acelerada. O pior é que como o álcool nunca passou pelo estômago, ele não pode ser colocado para fora através do vômito – uma defesa natural do organismo. Além disso, um risco adicional é acabar irritando a delicada mucosa da vagina, causando uma possível ‘queimadura’ ou inflamação no local.

Os jovens também estão a começar a introduzir os tampões embebidos no ânus. Independente do gênero, vale repetir mais uma vez o quão arriscado é tal método. Quando bebemos álcool por via oral, o corpo manda sinais de embriaguez, fazendo com que diminuamos o consumo. Além disso, nem tudo que cai no estômago segue diretamente para a corrente sanguínea.

Porém, o álcool inserido na vagina ou no ânus não tem nenhum ‘filtro’ natural do corpo para impedir sua entrada total no organismo, atingindo assim diretamente o sangue. Como resultado, o risco de um coma alcoólico, por exemplo, é muito maior. E o pior: quando o jovem bêbado é levado para um hospital, os médicos muitas vezes não identificam imediatamente a fonte da embriaguez, colocando sua vida ainda mais em risco.

Osjovens “criativos” que inventaram este método eram americanos, já que tal moda foi primeiro identificada nos Estados Unidos. Mas a moda já chegou À Europa.